Repositório SET

Comparação de efeitos de diferentes aulas de ginástica localizada sobre o consumo de oxigênio

DSpace/Manakin Repository

Show simple item record

dc.contributor.author Malta, Paulo Roberto Daltro
dc.contributor.author Dantas, Estélio Henrique Martins
dc.date.accessioned 2015-01-21T12:33:56Z
dc.date.available 2015-01-21T12:33:56Z
dc.date.issued 2002-09
dc.identifier.issn 1676-5133
dc.identifier.uri http://srvdspace01.unit.br:8080/xmlui/handle/set/557
dc.description.abstract O presente estudo objetivou verificar os efeitos de aulas de ginástica localizada sobre o consumo de oxigênio e sobre o gasto energético, durante a atividade, com relação a um sujeito padrão. A amostra foi composta por 12 aulas de ginástica localizada, divididas em quatro tipos (LL, LC, BP, LR), cada uma delas com n=3. No tipo LL, os exercícios realizaram-se em velocidade lenta, com ênfase nas ações concêntrica e excêntrica, através de apenas um exercício para cada grupamento muscular determinado, em três séries de oito a 20 repetições, cuja sobrecarga foi de 40 a 50% de 1 RM, e intervalos de recuperação fi zeram-se por meio de exercícios de menos intensidade, de um a dois minutos. No tipo LC, em velocidade moderada, num mínimo de dois exercícios efetivados consecutivamente para o mesmo grupamento muscular, onde estes exercícios se combinaram com outros, que solicitassem um grupamento muscular distinto, em duas a três séries de 10 a 30 repetições com sobrecarga de 20 a 50% de 1 RM, sem controle do tempo de recuperação. No tipo BP, a velocidade de condução variou: solicitou-se cada grupamento muscular por meio de um ou mais exercícios efetivados consecutivamente, em apenas uma série de aproximadamente cinco minutos - isto representa o mínimo de 60 repetições, cuja sobrecarga atinge de 20 a 40% de 1 RM. Empregou-se intervalo de dois a três minutos, apenas para o ajuste do material e explicações técnicas do movimento. No tipo LR, aplicaram-se exercícios acelerados coube somente um exercício para cada grupamento muscular objetivado, em duas a cinco séries de 10 a 25 repetições, cuja sobrecarga alcançou de 15 a 45% de 1 RM, e de intervalos de recuperação, com exercícios de menos intensidade, de 30 segundos a um minuto de duração. O sujeito padrão caracterizou-se através de anamnese, teste de consumo máximo de oxigênio, e testes de força máxima e resistência muscular localizada. Mensuraram-se o consumo de oxigênio e o gasto energético, durante os 60 minutos de atividade pelo ergoexpirômetro modelo TEEN 100. Utilizaram-se as técnicas de estatística descritiva, o teste Anova One Way e o teste post-hoc de Tukey. Os resultados mostraram diferenças significativas (p<0,05) no consumo de oxigênio e no gasto energético entre os tipos de aula BP<LC<LL=LR. Concluiu-se que as tipologias LL, LC e LR de aula de Ginástica Localizada podem contribuir para a melhora do consumo de oxigênio de indivíduos não atletas. pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.source http://dx.doi.10.3900/fpj.1.5.26.p pt_BR
dc.subject Consumo de oxigênio pt_BR
dc.subject Gasto energético pt_BR
dc.subject Ginática localizada pt_BR
dc.title Comparação de efeitos de diferentes aulas de ginástica localizada sobre o consumo de oxigênio pt_BR
dc.type Produção bibliográfica: Artigos completos publicados em periódicos pt_BR
dc.identifier.number v. 1, n. 5 pt_BR
dc.description.localpub Rio de Janeiro pt_BR


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account