Repositório SET

INFLUÊNCIA DA MASSA DE ÓXIDOS DEPOSITADA NA EFICIÊNCIA CATALÍTICA DE ELETRODOS DE RUTÊNIO SINTETIZADOS PELO MÉTODO DO LÍQUIDO IÔNICO

DSpace/Manakin Repository

Show simple item record

dc.contributor.author DÓRIA, Aline Resende
dc.contributor.editor EGUILUZ, Katlin Ivon Barrios
dc.contributor.editor BANDA, Giancarlo Richard Salazar
dc.date.accessioned 2020-02-07T04:48:10Z
dc.date.available 2020-02-07T04:48:10Z
dc.date.issued 2020-02-07
dc.identifier.uri http://openrit.grupotiradentes.com:8080/xmlui/handle/set/3382
dc.description.abstract O desenvolvimento de métodos de síntese rápidos e eficazes para a produção de eletrodos com elevada eficiência catalítica tem ganhado destaque na eletroquímica ambiental. Neste trabalho, estudou-se a síntese de ânodos de Ti/RuO2 preparados pelo método de decomposição térmica de cloretos utilizando os líquidos iônicos (LIs) acetato de 2-hidroxi-etilamônio (2HEAA) e hidrogenosulfato de metilimidazólio ((HMIM)HSO4) como solventes para as soluções precursoras. Os eletrodos sintetizados utilizando o LI 2HEAA apresentaram propriedades eletroquímicas e estabilidade superiores quando comparados aos produzidos com o LI (HMIM)HSO4, com carga voltamétrica 2,1 vezes maior, bem como menor resistência de transferência de carga e aproximadamente 15 h de tempo de vida útil acelerado - estabilidade 10 vezes maior quando comparado ao LI (HMIM)HSO4. Consequentemente, foi usado o LI 2HEAA para verificar a influência da massa de recobrimento dos filmes de óxido de rutênio (1,2, 2,2 e 3,2 mg cm-2) nas propriedades físicas, eletroquímicas e eletrocatalíticas dos ânodos de Ti/RuO2 depositados. Além disso, esses ânodos foram comparados com o ânodo comercial (De Nora®) de mesma composição. Os resultados indicam que o aumento da massa da camada de RuO2 diminui a carga voltamétrica dos ânodos e aumenta a resistência à transferência de carga de 11,2 ohm para o eletrodo de massa de 1,2 mg cm-2 para 58,6 ohm o eletrodo de massa 3,2 mg cm-2. Os ânodos com maiores massas de recobrimento (2,2 e 3,2 mg cm-2) apresentaram maiores tempos de vida útil, respectivamente, 1,5 e 1,4 maiores, quando comparados ao eletrodo de 1,2 mg cm-2. Os ânodos com diferentes massas, incluindo o comercial, apresentaram elevada eficiência catalítica na degradação eletroquímica do corante Reativo Preto 5 (RP5), estimada por meio de análises de espectroscopia UV-Vis. Em 30 minutos de tratamento eletroquímico, todos os eletrodos conseguiram remover mais de 90% da cor do corante, sendo a cinética de descoloração mais rápida, kapp = 0,18 min-1, para o eletrodo com massa de 1,2 mg cm-2. Conclui-se que ânodos com baixas massas de recobrimento além de reduzirem o tempo e os custos do processo de síntese, foram promissores para a degradação eletroquímica do corante RP5, uma vez que promoveram uma rápida descoloração. pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.subject oxidação eletroquímica pt_BR
dc.subject ânodos dimensionalmente estáveis pt_BR
dc.subject decomposição térmica pt_BR
dc.subject líquido iônico pt_BR
dc.title INFLUÊNCIA DA MASSA DE ÓXIDOS DEPOSITADA NA EFICIÊNCIA CATALÍTICA DE ELETRODOS DE RUTÊNIO SINTETIZADOS PELO MÉTODO DO LÍQUIDO IÔNICO pt_BR
dc.type Trabalhos finais e parciais de curso: Dissertações de Mestrado (defendida e aprovada por banca especializada) pt_BR
dc.description.localpub ARACAJU/SE pt_BR


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account