Repositório SET

Utilização do banco de dados de perfis genéticos para a resolução dos casos criminais e identificação humana do estado de Alagoas

DSpace/Manakin Repository

Show simple item record

dc.contributor.author ROCHA, Lisyandro José Francisco Trindade
dc.contributor.author ANDRADE, Luis Armando Campos de
dc.contributor.editor DANTAS, Vítor de Góes Lima
dc.contributor.editor BRANCO, Gustavo Reis
dc.date.accessioned 2020-03-02T13:58:12Z
dc.date.available 2020-03-02T13:58:12Z
dc.date.issued 2020-03-02
dc.identifier.uri http://openrit.grupotiradentes.com:8080/xmlui/handle/set/3460
dc.description.abstract A Genética Forense é a ciência que trata da utilização dos conhecimentos e das técnicas de genética e de biologia molecular no auxílio à justiça. Tais técnicas nos permitem identificar pessoas pela análise de suas moléculas de DNA. Damos início com o estudo da estrutura do DNA e sua forma de transmissão da herança genética de geração para geração. Em seguida trata da detecção de polimorfismo presente nessa molécula formadores da obtenção de padrões genéticos individuo-específicos que vem sendo empregado na identificação de suspeitos em casos de crimes sexuais, identificação humana, em testes de paternidade e no estabelecimento de vínculos entre suspeitos e cenas de crimes. Abordamos também as técnicas de coleta de amostras biológicas e a preocupação para garantir a cadeia de custódia, assegurando uma finalidade legal e ética dentro dos padrões das leis brasileiras. São também apresentados os aspectos laboratoriais e quantitativos, como extração, método de amplificação por PCR e eletroforese capilar. Destacamos os aspectos metodológicos da genética forense na identificação de indivíduos e na resolução de casos criminais no estado de Alagoas. Para isso, foram utilizados dados secundários, extraídos do arquivo do laboratório de DNA Forense da Universidade Federal de Alagoas, destacando os casos criminais efetivados durante o período de contrato com o governo estadual. Diante dos casos analisados, destacamos que existem uma grande quantidade de cadáveres sem amostras de referência, que pudesse ser comparado ao seu perfil para fins de identificação sendo necessário ser adicionado ao Banco de Dados de Pessoas Desaparecidas- BDPD. Assim, concluímos por meio destas análises, que se faz necessário a utilização deste banco de dados como ferramenta de armazenamento de informações genéticas afim de ser possível a comparação de perfis, em eventualidades posteriores, tornando a elucidação de crimes no estado de Alagoas mais ágil. pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.subject Genética pt_BR
dc.subject Forense pt_BR
dc.subject Banco de Dados de Pessoas Desaparecidas pt_BR
dc.subject Criminalidade pt_BR
dc.title Utilização do banco de dados de perfis genéticos para a resolução dos casos criminais e identificação humana do estado de Alagoas pt_BR
dc.type Produção bibliográfica: Artigos completos publicados em periódicos pt_BR
dc.description.localpub Maceió: Centro Universitário Tiradentes - UNIT/ AL, 2015. pt_BR


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account