Repositório SET

Diferença dos efeitos da hidroginástica e da ginástica localizada sobre a flexibilidade em mulheres adultas

DSpace/Manakin Repository

Show simple item record

dc.contributor.author Soares, Juliana de Souza
dc.contributor.author Ota, Adriana Harumi
dc.contributor.author Dantas, Estélio Henrique Martins
dc.date.accessioned 2015-01-21T12:05:03Z
dc.date.available 2015-01-21T12:05:03Z
dc.date.issued 2002-09
dc.identifier.issn 1676-5133
dc.identifier.uri http://srvdspace01.unit.br:8080/xmlui/handle/set/551
dc.description.abstract O objetivo do presente estudo consistiu em comparar os efeitos de um programa de hidroginástica e de um programa de ginástica localizada sobre a flexibilidade das articulações do ombro, tronco, quadril e joelho, em adultos (30 a 45 anos) do sexo feminino, praticantes de uma destas duas modalidades há no mínimo quatro meses e no máximo 24 meses, que não estivessem envolvidos em atividades físicas que pudessem desenvolver a flexibilidade. O grupo amostral, formado por 16 mulheres praticantes de hidroginástica e por 15 mulheres praticantes de ginástica localizada, apresentou características homogêneas quanto à estatura, massa corporal, tempo de prática e quantidade de sessões realizadas no mês anterior ao teste, sendo heterogêneas com relação ao IMC- Índice de Massa Corporal, idade, quantidade de sessões semanais e duração de cada sessão. Para verificação da flexibilidade, foram realizadas medidas articulares de amplitude passiva máxima em sete movimentos, utilizando-se da goniometria, com os resultados expressos em graus (DANTAS, 1999). Para fi ns de caracterização da amostra, em função das variáveis analisadas, e determinação das diferenças entre os grupos sobre a variável dependente flexibilidade, utilizou-se o teste t para comparação de médias de amostras independentes, e a regressão múltipla foi feita para investigação da relação entre a flexibilidade e as características heterogêneas entre os grupos. O nível de significância adotado neste estudo foi de p<0,05. Foram encontradas diferenças significativas entre os grupos (hidroginástica e ginástica localizada) nos movimentos de abdução horizontal esquerda do ombro ( X =95±18 e 108±13), flexão do tronco ( X =38±18 e 54±14), fl exão do quadril em ambos os lados ( X =97±14 e 110±17 no lado direito e X = 94±16 e 111±15 no lado esquerdo), abdução do quadril ( X =93±15 e 114±10) e fl exão dos joelhos nos lados direito e esquerdo ( X =149±08 e 155±07 e X =147±09 e 154±06, respectivamente), sendo em todos estes movimentos encontrada superioridade para o grupo de ginástica localizada. Pode-se especular que a individualidade biológica, a especificidade na execução de determinadas posturas e as diferenças estruturais e metodológicas entre as duas modalidades tenham sido fatores intervenientes decisivos para os resultados encontrados e devam ser controlados em uma próxima pesquisa. pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.source http://dx.doi.10.3900/fpj.1.5.37.p pt_BR
dc.subject Flexibilidade pt_BR
dc.subject Hidroginástica pt_BR
dc.subject Ginástica localizada pt_BR
dc.subject Mulheres adultas pt_BR
dc.title Diferença dos efeitos da hidroginástica e da ginástica localizada sobre a flexibilidade em mulheres adultas pt_BR
dc.type Produção bibliográfica: Artigos completos publicados em periódicos pt_BR
dc.identifier.number v. 1, n. 5 pt_BR
dc.description.localpub Rio de Janeiro pt_BR


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account