Repositório SET

Academia de direitos de São Paulo: cultura jurídica e política na formação dos bacharéis (1850-1870)

DSpace/Manakin Repository

Show simple item record

dc.contributor.author SANTOS, Gustavo dos
dc.contributor.editor MESQUITA, Ilka Miglio de
dc.date.accessioned 2016-04-20T19:36:01Z
dc.date.available 2016-04-20T19:36:01Z
dc.date.issued 2015
dc.identifier.uri http://openrit.grupotiradentes.com:8080/xmlui/handle/set/1068
dc.description.abstract Este estudo tem como objetivo principal analisar a cultura jurídica e política no processo de formação dos bacharéis em Direito da Academia de São Paulo (1850-1870). Os objetivos específicos alinhados para esta pesquisa são: a) Identificar o processo de constituição da cultura jurídica pela formação dos bacharéis em Ciências Sociais e Jurídicas, pelos documentos parlamentares, estatutos e memórias publicadas da Academia de São Paulo; b) Desvelar como os acadêmicos, pelo processo de formação jurídica, posicionavam-se politicamente nos projetos de Brasil. Para tanto, fez-se necessário identificar os conceitos e argumentos presentes no processo de formação, tendo em vista a formação de uma cultura jurídica e política. Após a proclamação da independência do Brasil em 1822 foram criadas, em 11 de agosto de 1827, as Faculdades de Direito de São Paulo e Olinda, como estavam previstas na Constituição de 1824. A Academia de Direito de São Paulo contribuiu no projeto de construção do Estado Nacional, uma vez que muitos dos seus egressos exerceram cargos administrativos no Império do Brasil. Assim, elegi como objeto de pesquisa a cultura jurídica e política na formação dos bacharéis da Academia de Direito de São Paulo, no período de 1850 a 1870. Dessa forma, buscamos responder: Como se configura a cultura jurídica e política no processo de formação dos bacharéis, nas diferentes disciplinas curriculares, estatutos e dissertações defendidas por eles em sua vivência acadêmica? Assim, trazemos como procedimento metodológico de pesquisa a operação histórica de analise de estatutos, trabalhos acadêmicos e memórias publicadas da Academia de Direito de São Paulo. Esse exercício histórico-metodológico contribui para a história da educação brasileira, uma vez que esta instituição além de ser formadora de homens públicos e políticos fez parte de uma estratégia de capitação de homens para assumir cargos públicos no império consolidado. Portanto, analisar o processo de criação, estruturação e consolidação da Academia de Direito de São Paulo tendo em vista a influência coimbrã, a cultura jurídica e política nesse processo nos permite desvelar um ambiente culturalmente contraditório que transcende o pedagogismo inerente aos debates da Assembleia Legislativa e as reformas curriculares, revelando, assim, um universo de ideias modernizadoras para o Brasil no século XIX. pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.subject Academia de Direito-São Paulo pt_BR
dc.subject Formação de bacharéis pt_BR
dc.subject Educação brasileira pt_BR
dc.subject Cultura jurídica política pt_BR
dc.title Academia de direitos de São Paulo: cultura jurídica e política na formação dos bacharéis (1850-1870) pt_BR
dc.description.localpub Aracaju Se pt_BR


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account